26 abril 2010

ESTÓRIAS AO ENTARDECER... - William Netto Candido

Devemos utilizar muitos recursos para nos animar e motivar, e este é um livro que podemos contar.
É um conjunto de histórias que passam diversas mensagens; sugiro que você leia uma por dia, pois com cada estória você aprenderá uma lição diferente e motivadora para aplicar em sua vida.
Segue abaixo uma das que mais gosto e que encontra-se no livro:

"Certo dia uma moça estava à espera de seu vôo na sala de embarque de um aeroporto.
Como ela deveria esperar por muitas horas resolveu comprar um livro para "matar" o tempo. Também comprou um pacote de biscoitos.
Então ela achou uma poltrona numa parte reservada do aeroporto para que pudesse descansar e ler em paz. Ao lado dela se sentou um homem. Quando ela pegou o primeiro biscoito, o homem também pegou um.
Ela se sentiu indignada, mas não disse nada. Ela pensou para si: "Mas que “cara de pau”. Se eu estivesse mais disposta, lhe daria um soco no olho para que ele nunca mais esquecesse.
A cada biscoito que ela pegava, o homem também pegava um. Aquilo à deixava tão indignada que ela não conseguia reagir. Restava apenas um biscoito e ela pensou: O que será que o “abusado” vai fazer agora? Então o homem dividiu o biscoito ao meio, deixando a outra metade para ela.
Aquilo a deixou irada e bufando de raiva.
Ela pegou o seu livro e as suas coisas e dirigiu-se ao embarque. Quando sentou confortavelmente em seu assento, para surpresa dela o seu pacote de biscoito estava ainda intacto, dentro de sua bolsa. Ela sentiu muita vergonha, pois quem estava errada era ela, e já não havia mais tempo para pedir desculpas.
O homem dividiu os seus biscoitos sem se sentir indignado, enquanto que ela tinha ficado transtornada."

Quantas vezes em nossa vida nós é que estamos comendo os biscoitos dos outros, e não temos a consciência disto? Quantas vezes nós estamos errando e não temos a consciência deste erro?
O mais importante é reconhecê-lo, e desculpar-se sempre. tomando isto com exemplo para o exercício constante da humildade.
Falamos dos outros, mas não damos lugar em um ônibus. Jogamos papel no chão. Entre muitas outras coisas.
Pense com clareza. Transforme-se.
Busque mais dar do que receber.
Só podemos transformar o mundo à nossa volta mudando antes a nós mesmos.

Veja comentários de novos livros, acesse: Biblioteca do Crescimento

9 comentários:

  1. Excelente história, excelente texto!
    "Só podemos transformar o mundo à nossa volta mudando antes a nós mesmos." - verdade absoluta.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Man, what a kick in the face.

    There is a saying I learned in the Criminal Minds series:

    " Experience is a brutal teacher, but you learn, my god, do you learn. "

    C.S. Lewis

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Laura e John pelas visitas, comentários e elogios!
    Vocês são muito importantes para a continuidade e desenvolvimentos deste trabalho!
    Mais uma vez! Obrigado!

    ResponderExcluir
  4. Também acho essa história fantástica e infelizmente já me encherguei nela algumas vezes. Já há algum tempo venho tentando aplicar o vc escreveu no final...mudar a mim mesmo ao invés de ficar tentando mudar as pessoas. Parabéns.Grande Abraço

    ResponderExcluir
  5. Amoooo de paixao este livrooo!!
    Parabens para o autor.

    ResponderExcluir
  6. Este livro é maravilhoso, todos os dias antes de ir trabalhar leio algumas paginas...e me emociono cada vez!Obrigada ao autor por escrever um livro assim, que pode ajudar as pessoas a refletir melhor sobre suas ações.

    ResponderExcluir
  7. Tive o imenso prazer de conhecer William Netto Candido pessoalmente, além de ler dois livros de sua autoria. É mesmo uma grande pessoa dona de grandes obras.

    ResponderExcluir
  8. Tambem tive o prazer de conhecer William Netto Candido pessoalmente!!li seu livro e me emocionei varias vezes...um livro para o nosso crescimento espiritual!!!muito obrigada

    ResponderExcluir
  9. AMO ESSE TRABALHO O QUE MAS AMO E DO LIVRO HISTORIS AO ENTARDECER.MUITO BOM

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem vindo: